Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

20
Dez07

Quinta-feira.

Marco
Este monte de papéis à minha frente espera-me numa paciência quase maldosa, grita-me Marco Marco Marco e ao mesmo tempo fundos de investimento, depósitos a prazo, preços imbatíveis, produtos fantásticos e frescos, e tudo e tudo. Fazem-me lembrar aqueles problemas da primária que eu, por alguma razão que nunca descobri chamava de proglemas e recordo o quão difícil foi para mim habituar-me aos problemas com b, quase mais difícil do que resolvê-los, decifrá-los. E lembro-me do Hugo Rafael e das reguadas que levava por tudo e por nada e do Nuno Filipe, do Luís Evaristo e tantos outros.

Lembro com uma saudade oceânica o concurso dos foguetões, desenhados milimetricamente em papel quadriculado e expostos na vitrina do pátio. Cada foguetão uma turma, cada quadradinho um x número de rifas vendidas e no fim, uma bola de futebol para o primeiro foguetão a levantar voo. Chovia sempre nos dias em que eram pintados quadradinhos e eu provavelmente teria jogo de basquetebol e comeria à pressa muitos dos cinquenta rebuçados Mouro que comprava com uma enorme moeda de vinte e cinco escudos no bar da escola.

Esse tempo passava tão mais devagar. As quintas-feiras podiam durar semanas inteiras e a chuva acabaria sempre por dar tréguas e eu teria tempo para levantar voo no foguetão vencedor, ainda com alguns rebuçados Mouro dentro dos bolsos não fosse dar-me a fome pelo caminho. Hoje as quintas-feiras são apenas umas quantas horas que passam a correr deixando-me aflito a olhar para estes papéis à minha frente, que me esperam numa paciência revoltante, como se isto de ter ideias fosse a mesma coisa do que combinar com o Migas escrever um texto sobre as quintas-feiras...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D