Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

14
Mai07

Reflexos.

Marco
Talvez porque hoje a noite serrada, talvez porque a chuva incansável, é possível ver na estrada reflectidos todos os pontos de luz que suspensos no ar, como se um enorme espelho rasgado à minha passagem apressada. É tarde. Ouço ainda o som estridente da felicidade, como se um eco presente no meu interior, rasgando-me de alto a baixo, tal e qual eu faço com este reflexo por debaixo de mim, transformado num plural à medida que o deixo para trás, para sempre. Nunca mais o verei.

O passado. Presente. Ali, como se o tempo não tivesse sido tempo. Um futuro impossível mascarado de momento, mas apenas isso. Estranho. As pessoas sorriem-me com uma ironia que desconhecem. Quero fugir. Não posso. Estou cansado sem que ninguém perceba, digo-lhes que sim gritando-lhes que não enquanto vou assistindo à parada da alegria. Os minutos demoram horas a passar, eu a contá-los para voltar a ser apenas eu, tenho saudades de mim, quero reencontrar-me comigo.

Acelero. Vou pisar a lua que caminha para cheia, meio escondida por entre as nuvens que não param de chover. Acho piada à água que cai no vidro da frente e que é varrida, atirada para o chão, onde se junta à outra que lá repousa. Estou quase a chegar. Será que me espero? A lua já lá vai. O passado. Presente. Os sorrisos. Tantos. Eu a gritar calado. Estarei a fugir? Não sei responder. Por fim paro. Saio, olho para baixo e vejo-me reflectido...sou de novo eu. É tarde. Corro para casa. Amanhã, felizmente, é amanhã.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D