Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

09
Fev07

O tempo em bolas de sabão.

Marco
Olhava-as com aquele fascínio infantil, a subirem incertas, trémulas, frágeis até que puf e nada mais. Novo sopro e nova vaga trepando o ar do seu quarto, brilhantes, quase coloridas, de certeza divertidas. Primeiro apressadas, depois mais lentas até que novamente puf e nada mais. Passava assim minutos feitos horas. Não gostava que o interrompessem, muito menos que lhes pusessem termo mais rapidamente. Queria observá-las durante todos os segundos em que viviam.

O tempo passou e ele nunca soube o segredo das bolas de sabão. Inclusivamente, esqueceu-se delas durante anos, mais preocupado em crescer e em viver a sua vida. Assim, os frasquinhos cilíndricos ficaram guardados, acumulando o pó dos anos que aconteceram. Alguns deles, tinham um pequeno jogo de esferazinhas metalizadas na sua tampa, com o qual se entretinha sempre que as bolas de sabão resolviam acabar. Sem que ele percebesse porquê.

Hoje, na hora de se escrever, subitamente, lembrou-se delas. Quase que as viu de novo a subirem, de novo incertas, de novo trémulas, de novo frágeis até que de novo puf e nada mais. Nesse momento, lembrou-se do tempo em que se sente verdadeiramente feliz. Lembrou-se de um sorriso com covinhas. Pequenos instantes mascarados de bolas de sabão, apressadas, brilhantes, divertidas, até que puf e nada mais. Cansado, desejou muito conhecer o seu segredo, farto que está das esferazinhas metalizadas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D