Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

07
Fev07

Olhares.

Marco
Imagens turvas. Um olhar turvo. Desfocado. A visão de repente mais curta, mais escassa. Um olhar menor, confuso. A realidade toda ela alterada, vista hoje de outra forma. Luzes inexistentes a brilhar, dentro de um olhar que se perde aos poucos, pedindo descanso, pedindo escuridão. Um olhar trémulo, já frágil, tão frágil. Perdido numa noite calada, sem sons que a pintem, que a polvilhem de vida. Uma noite em que o mundo por certo, decidiu parar.

Fora destas paredes devem haver pessoas. Imagino-as nas suas vidas, dentro das paredes que as separam de mim. Fechadas nos seus mundos, também eles parados neste instante. Milhões de mundos parados. Desconhecem-me. Não sonham o meu olhar turvo, repleto de luzes. Nem sequer imaginam estas palavras que lhes dedico a saírem-me agora sem qualquer travão. Apenas existem viradas para si mesmas, dentro de sim mesmas.

Volto ao meu mundo e logo me ausento para longe. Paro no Alentejo, no lugar de Porto Covo. É este o som que me envolve. As imagens, essas, são mais antigas. Eu era novo, muito novo e sonhava ser rei dos matraquilhos. Queria fazer castelos na areia e no fim do dia tomar banho numa cascata que existia na praia. Está fresca a água que me escorre pelo espírito. Limpa-me o sal do mar, deixa-me como novo, tirando as luzes que se me acendem dentro dos olhos, turvando-me todas as imagens. Nesta noite.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D