Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

06
Fev07

No fim de hoje.

Marco
Será que já não é tarde demais para escrever um texto que a esta hora já nem texto, apenas palavras soltas, sem sentido, sem corpo, apenas palavras à desgarrada, à pressa, para preencher este vazio provocado por mim mesmo, um vazio feito de ausência, feito de distancia, de horas preenchidas, escorregadias, fugindo-me por entre os dedos sem que eu nada tenha podido fazer para as segurar, aqui, perto de mim.

Sim, talvez seja tarde para pegar num punhado de letras e com elas dizer aquilo que calei durante todo o dia, aquilo que escondi, que fiz não acontecer, que transformei num muro de silêncio, um bloco intransponível, rígido, opaco, agora enorme, tão grande que capaz de me cercar, de me isolar, deixando-me só, cá dentro, eu e as minhas palavras não ditas e agora aqui, escritas, à pressa, numa tentativa vã de dizer aquilo que já não pode ser ouvido.

Sei que agora poderia até gritar, jogar todas estas palavras fora ou espalhá-las qual puzzle, encaixá-las, formar um todo todo ele mensagem, pertinente, cheio, talvez um poema, talvez uma história carregada de sonhos realizados, talvez uma memória feliz de mim mesmo, talvez tanta coisa que o tempo ou a falta dele me levou, deixando-me apenas estes escassos minutos para tentar dizer aquilo que durante todo o dia tive de calar. Mas agora, sim agora, é tarde demais.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D