Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

28
Dez06

Tempo que não é tempo.

Marco
A noite. Escura. Longe de casa. Dentro de casa. Longe e dentro. O silêncio. O som de ninguém mascarado de nada. O som do não som. A casa quieta, suspensa. O tempo, lento. O tempo com tempo para passar. Sem pressa. Ele, só. Só ele e ele. Na casa. Quieto como a casa. Longe de casa. Dentro de casa. Longe e dentro. Longe, pelo infinito dos sonhos. Dentro, no sofá à espera dela. O tempo, lento. Tempo com tempo para passar.

A porta. O som da campainha. Perto de casa. À porta de casa. O sobressalto. Os movimentos de alguém que espera alguém. O som do mundo que começa a girar dentro da casa. Rápido. Muito rápido. Um mundo que existe, inteiro, suspenso sobre a linha formada entre dois olhares que se cruzam para sempre. Num tempo que não é tempo, porque o tempo não é tempo quando estes dois olhares se cruzam, se focam, se prendem.

O tempo. O tempo que deixa de existir e porque deixa de existir, cai, unindo os dois momentos que aconteceram imediatamente antes e depois da sua queda. O antes e o depois, sem tempo para o durante. O durante que é tudo, mas porque é tudo não existe no tempo e não existindo no tempo passa rápido. Muito rápido. Tão rápido. A noite. Escura. Longe de casa. Dentro de casa. Longe e dentro. O silêncio. O som de ninguém mascarado de nada. O som do não som. O som da saudade.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D