Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

04
Out06

Frases à solta.

Marco
Saído da escuridão, mais brilhante do que mil sóis. Esta frase, assim, de repente a encher estas quatro paredes que me rodeiam. Mais do que isso, a encher-me de pensamentos. Primeiro, o negro. A escuridão que tantas vezes nos esmaga, tornando-nos perdidos de nós próprios. Sem rumo. Sem destino. Apenas caminhantes de coisa nenhuma. Peregrinos do nada. Devotos da conformação. Andando. Andando pelos corredores da suposta inevitabilidade.

De repente, a luz. Vinda de todo lado ou de parte nenhuma. A luz reluzindo-se a si própria. Tão luminosa como inesperada. O despertar. Acaba o opaco. Acaba tudo para que tudo possa começar. E viver é outra vez. E sonhar é outra vez. E sorrir é outra vez. E tudo é outra vez. E outra vez. O brilho. Não de um, não de cem, não de mil. Mais de mil sóis. Muitos mais. Quanta luz. Tudo é nítido. Tudo faz sentido. Tudo é possível desde que o tornemos possível.

Saído da escuridão, mais brilhante do que mil sóis. Serei eu? Hoje? Ou amanhã? Olho em redor. Vejo. Não vejo. Quero. Não posso. Mas quero. Mas não posso. E vejo. E volto a ver. Tanta luz. Tanto escuro. A luz, ali. O escuro, aqui. A luz, lá à frente. Está ali. Busco-a. Como brilha! Tento. Quero tornar-me possível. Mergulhado em pensamentos decido fechar-me, desligar-me. Por hoje.
Alguém que me salve, alguma coisa que me salve de mim próprio. Esta frase, assim, de repente a encher estas quatro paredes que me rodeiam. Mas sobre esta, prefiro não pensar.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D