Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

24
Ago06

Era uma vez um texto vazio.

Marco
Era uma vez um escritor. Não propriamente um escritor daqueles de corpo e alma capazes de encher livros inteiros de palavras que parecem nunca repetir-se. Não, nada disso. Nem sequer daqueles escritores que parecem levitar por este mundo onde nada lhes diz respeito, nada lhes toca visto flutuarem ao sabor do seu génio, ao sabor das palavras que tão bem sabem arrumar.

Este escritor dedicava-se apenas a encher-se de palavras. Todas as noites, depois de todos os dias, de todas as horas, o mesmo ritual. Sentava-se, olhava-se e começava. Palavra atrás de palavra. Dando corpo a si mesmo. Escrevendo-se descrevendo-se. Criando verdadeiros eus que se tornavam em nós depois de lidos. Recriando-se a si próprio segundo ele próprio.

Certo dia, que era já noite, como todas as noites, esse escritor não escreveu. Não escreveu porque na hora em que se sentou e se olhou, não começou. Não conseguiu começar. Nessa noite, o vazio venceu-o. Foi mais forte. Foi de tal maneira forte, de tal maneira imponente, de tal maneira esmagador, que esse escritor resolveu homenageá-lo e escreveu-lhe este texto.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D