Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

21
Ago06

Os sítios das coisas.

Marco
Hoje vinha de norte, cheio de força, cheio de pressa, cheio de convicção, cheio de certezas, cheio de frio, cheio de vento. Vinha de norte e com ele voaram chapéus de sol, voaram grãos de areia atrás de grãos de areia atrás de grãos de areia, voaram vultos no mar ao sabor das ondas, voaram pensamentos e mais pensamentos. Voaram as certezas de ontem. Certezas absolutas que afinal não, não eram nada disso.

Não é fácil ordenar as ideias perante o tal que vem de norte, cheio de força, cheio de pressa, cheio de convicção, cheio de certeza, cheio de frio, cheio de vento. Não é fácil arrumá-las porque ele logo as desarruma. E assim, com a cabeça a mais parecer uma quarto de brinquedos de uma criança ao fim de um dia aniversário,  sento-me, puxo das letras que ainda consigo encontrar no meio de tanta confusão e desato a construir o que mais me parece ser castelo de lego, destinado a apenas breves minutos de lógica.

Minutos de lógica. Gosto disso. Breves minutos de lógica, em que consigo encontrar tudo arrumando nas gavetas da minha cabeça. Eu até sei os sítios das coisas. Sei onde as guardo e sei onde as procurar sempre que preciso. Talvez por isso, em certas situações, me custe tanto perceber o motivo de tanta desarrumação. Será que há festas de aniversário todos os dias, cheias de crianças a fazer questão de desarrumar sempre tudo? Mesmo aquelas que já me conhecem tão bem e os sítios das coisas?

O dia está a terminar e agora que já todos se foram embora, vou começar com as arrumações.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D