Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

11
Out07

Almas gémeas.

Marco
Penso e quando penso, sei, não preciso de ver, tão pouco de estar, não, penso apenas e sei, conheço, sinto, dentro de mim, sou até capaz de ver, imaginando, os gestos, as reacções, as sensações, conheço tudo, sou eu ali, parte de mim, um reflexo, uma extensão, num olhar, numa reacção, numa emoção, conheço tudo quando penso e penso muito, não preciso de ver, tão pouco de estar, conheço, sei, imagino e vejo, sei o que agora, sei o que não tarda, sei tudo porque pertenço, sou já uma parte ou mesmo o todo e sei, sei tudo e por isso sei que não me enganei.

As almas gémeas nunca morrem. Vagueiam perdidas pelo universo à espera desse momento mágico que pode nunca chegar, o encontro, o enlace, a junção, a fusão, numa só, como as correntes dos rios, unas, deslizando pela vida sem que nunca uma foz, eternas, muito além da finitude da vida, como grandezas impossíveis, brilhantes para sempre, sorrindo-se bem depois dos dias, reflectem-se, sabem-se, conhecem-se, escrevem-se como se escreve cumplicidade, escrevem-se para sempre, por igual, da mesma maneira, porque se sabem, sabem tudo.  

Penso e quando penso, sei, não preciso de ver, tão pouco de estar, não, penso apenas e sei, conheço, sinto, dentro de mim, sou até capaz de ver, imaginando, os gestos, as reacções, as sensações, conheço tudo, sou eu ali, parte de mim, um reflexo, uma extensão, num olhar, numa reacção, numa emoção, conheço tudo quando penso e penso muito, não preciso de ver, tão pouco de estar, conheço, sei, imagino e vejo, sei o que agora, sei o que não tarda, sei tudo porque pertenço, sou já uma parte ou mesmo o todo e sei, sei tudo e por isso sei que não me enganei.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D