Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

14
Ago07

Momentos e pensamentos.

Marco
Deve existir um qualquer encantamento por detrás do sol quando este decide deixar-nos por uma noite, dormindo no fundo do mar, lá bem longe onde julgo estarem também todos os meus sonhos por alcançar. Penso nisto e ao mesmo tempo olho a maré vazia, serena, inofensiva. O livro que me acompanha chama-me por uns minutos e de repente já estou na Nova Iorque dos anos 70, dentro da vida de um senhor chamado Paul Stanley, responsável por um dos maiores fenómenos rock de sempre. Os Kiss.

Os beijinhos, os abraços, o carinho, o amor. A saudade dever ser tudo aquilo que as minhas sobrinhas me mostraram ontem. E é tão mais bonita esta palavra nos gestos delas, tão mais cheia, tão mais pura, tão mais verdadeira. Desconfio que devem ter sido elas que coloriram hoje o céu com os seus lápis de cor e tenho a certeza que dariam tudo para estar ali a brincar à beira mar, ora construindo castelos de areia, ora tomando banho em piscinas improvisadas que inexplicavelmente engolem toda a água do seu interior.

Os caracóis não é coisa de se comer sozinho. Falta-lhes o tempero da conversa, o gosto da cumplicidade. Tenho vontade de convidar o sol, de chamar o Paul ou melhor ainda, as minhas sobrinhas. Mas não posso. Elas ainda não gostam destas coisas e além disso estão ocupadas na piscina antes esta fique fazia. Ele, está preso nos anos 70 e Nova Iorque fica ainda mais longe do que o sol que acabou de desaparecer. Resta-me esta música que nunca me deixa e que hoje faz questão de repetir algo que sei, mas que por vezes quase esqueço: life is beautiful.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D