Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

02
Jul07

Letras de ontem.

Marco
A noite já convicta de si mesma, depois daquela vergonha do sol, que se escondeu sem aviso, dando lugar a um cinzento repulsivo e adeus extenso areal encantado, até um dia. Tinha saudades tuas, sabias? Mas não, nem isso suficiente e por isso adeus, adeus ondas, que se levantaram bem alto, talvez para me cumprimentar, vindo todas, apressadas, ruidosas, entusiasmadas, quase que a correr para mim. Foi bom o reencontro, embora curto de tempo para o tempo de distancia.

E a noite convicta de sim mesma, ainda que antes, um longo derramar de sorrisos, armazenados em meses de rotina e distância. Histórias eternas, episódios clássicos a serem de novo emitidos, resistentes ao sopro fresco da maresia, no fim das horas iluminadas. O passar dos anos disfarça-se como ninguém, é como uma sombra invisível, um agente secreto, que escuta, atento, dissimulado, para depois aparecer, grandioso, impressionante. Estarás tu, ao acaso, por aí, neste momento?

E por fim a noite, convicta de sim mesma, esperando-me de surpresa embrulhada, escondida atrás das suas costas. Sorria, talvez de vergonha, ou então entusiasmo. Não uma, mas afinal duas. Feitas pedaços de escrita irrepreensível, ali, naquele ponto em que o génio se faz explodir, dando origem ao encanto capaz de despertar até um gigante de pedra. Foi já rendido que observei O Rasto dos Cometas, depois da emoção única de ler “O Chapéu”, na Cova do Sono.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D