Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

25
Jun07

Nostalgia ao vivo.

Marco
A tarde estava já a ir-se embora durante uma noite quando cheguei à rua do Coliseu. Fazia o calor do Verão, mas ainda assim, a cor dominante era o preto. Também algum vermelho, pouco branco. Sobretudo preto. Nas t-shirts, nas calças, nos All-Star e também nos olhos carregados de eyeliner. Eram os códigos de um romance repleto de química. Um amor devoto que nem conhecia, uma devoção incontida, uma explosão de energia num grito que se multiplicou aos milhares, nas gargantas de uma juventude em absoluto delírio.

Confesso que não esperava tanto do concerto dos My Chemical Romance. Não esperava sentir-me nostálgico ao ver tanta gente feliz no primeiro concerto da sua vida – lembrei-me de mim mesmo, com 15 aninhos, em Alvalade, no dia 2 de Julho de 1992 para ver os Guns ‘n’ Roses. Não esperava ver uma banda em plena forma, a deixar tudo em palco como se o último concerto de sempre. Não esperava que as músicas me soassem tão bem ao vivo, chegando mesmo a arrepiar-me em alguns momentos.

Caramba, 15 aninhos, acho que não devia ter feito estas contas à vida. De repente, já nem tanto o espectáculo de ontem à noite, o preto, o eyeliner, mas todos os outros concertos que vi ao longo deste tempo que pura e simplesmente não passou. Ou ainda concerto nenhum. De certeza absoluta que tenho ainda 15 aninhos, vêm aí as férias de Verão e quero passá-las na praia. E talvez este ano os Guns ‘n’ Roses venham cá tocar a Alvalade. Se o fizerem, de certeza que não falto. Já tenho mais que idade para isso.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D