Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

Deep Silent Complete

"Escrevo-me. Escrevo o que existo, onde sinto, todos os lugares onde sinto. E o que sinto é o que existo e o que sou. Escrevo-me nas palavras mais ridiculas...e nas palavras mais belas... Transformo-me todo em palavras." - José Luís Peixoto

12
Abr07

António, não desista!

Marco
Caro António – permita-me que o trate assim, eu sei que não me conhece de lado nenhum, que nunca ouviu falar de mim, mas deixe-me tratá-lo assim e dizer-lhe umas quantas coisas. Primeiro gostava que soubesse que o leio todas as quintas feiras de quinze em quinze dias e confesso que estranhei a sua ausência na semana passada. Depois esqueci. Julguei-o todo atarefado em compromissos e por isso nada de crónica. Não me chateei consigo mas as suas palavras fizeram-me falta, confesso-lhe!

Depois, gostava que soubesse que já li os seus três livros de crónicas e que os adorei. Sim, eu sei que não gosta muito deste género de escrita, já o ouvi dizer isso numa entrevista de rádio, mas a verdade é que eu adoro lê-las e transpô-las para a minha própria vida, como se as suas palavras legitimassem as coisas que me acontecem. Como se o António tivesse ido na frente, para ver primeiro como são as coisas. Como se viver de facto fosse aquilo que acontece nos seus textos. Entende? Depois, é só uma questão de nos adaptarmos.

Caro António, hoje voltei a lê-lo e pela primeira vez não gostei nada. Aliás, ainda estou meio sem acreditar. Você? Não pode ser verdade! E depois a sua capacidade de transformar um momento terrivelmente difícil numa crónica maravilhosa... Você hoje trocou-me as voltas, eu a achar que vinha aí mais um episódio do quotidiano, eu a pensar como me encaixaria no seu texto e você resolve dar-me uma lição de vida. Leu bem, de vida. Tem toda a razão em agradecer ao Senhor por haver futuro para alguém. Começando por si. Não desista! Peço-lhe!

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2009
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2008
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2007
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2006
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D